quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Da Universidade Sénior

A leitura de um comentário no blogue “Ó mê Belo Campo Maiore” despertou-me a atenção para uma iniciativa da qual não tinha muita informação, até porque ainda não atingi a idade nem a situação que leva as pessoas a frequentar este tipo de instituições. Refiro-me à Academia de Aprendizagem e Cultura – Universidade Sénior de Campo Maior. Decidi então informar-me falando com uma pessoa que a frequentou e consultando o blogue.
A Academia de Aprendizagem e Cultura – Universidade Sénior de Campo Maior, foi criada por iniciativa da Santa Casa da Misericórdia de Campo Maior e constitui uma das suas valências. Começou a funcionar no ano lectivo de 2007/2008 nas instalações da CURPI – Comissão Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Concelho de Campo Maior, porque a Santa Casa não tinha instalações disponíveis para esse efeito.
No primeiro ano, pôs à disposição da população sénior alguns cursos, organizou palestras e visitas de estudo quer na vila, quer a outros lugares. No final do ano fizeram uma viagem de um dia a Trujillo e houve também uma cerimónia de encerramento das actividades, em que foram distribuídos diplomas e inaugurada uma exposição dos trabalhos de pintura e de restauro.
As pessoas que a frequentam pagam uma mensalidade que se pode considerar simbólica e que serve para cobrir os gastos de funcionamento.
Todas as pessoas que estão envolvidas na organização e na orientação dos cursos, fazem-no em regime de voluntariado. Ninguém recebe nada pelo trabalho que ali realiza. Como não é muito vulgar, deve ser elogiada a atitude de professores e outras pessoas que disponibilizam o seu tempo para fazer uma obra tão útil para as pessoas mais velhas.
Mas, como para tudo é preciso alguma ajuda, foi através da boa vontade de algumas instituições e empresas do concelho que foi possível concretizar esse projecto da Santa Casa. O que estranhei, não foi os que ajudaram, mas a atitude da Câmara Municipal que recusou qualquer tipo de apoio. Como é possível não apoiar uma iniciativa que tem por finalidade o bem-estar e a qualidade de vida da população mais velha? A pessoa que me informou não sabia das razões que levaram os responsáveis da Câmara, eleitos por todos nós, a recusar apoiar a universidade sénior. Tanto mais que noutros concelhos existem instituições semelhantes, a maior parte delas apoiadas directamente pelas câmaras municipais. Seria importante que os responsáveis da Câmara Municipal de Campo Maior nos esclarecessem sobre este assunto.

4 comentários:

Hannibal disse...

Ficar à espera de esclarecimentos da CM é como pedir ovos a um gato. Boa sorte na ciclópica tarefa.

Anónimo disse...

não há interesse que as pessoas aprendam mais que aquilo que (já?) sabem. Manter os seniores na ignorancia e o lema da cmcm.

Três horas da manhã disse...

Acho que a Câmara neste apratado esteve francamente mal, não sei porque razão não ajudou a Universidade Sénior, é daquelas coisas que não fazem mesmo sentido nenhum.

Era interessante termos uma explicação deste assunto pelo executivo camarário, mas isso não vai acontecer, a não ser que o Vereador Muacho leia aqui isto e leve à assembleia municipal.

Anónimo disse...

SÃO TRÊS HORAS DA MANHÃ
QUEM ME DERA ESTAR DEITADO
ISTO DE MENTIR CANSA
EU JÁ ESTOU MUITO CANSADO