sexta-feira, 3 de maio de 2013

Aprendam mais esta…Swaps!


Todos os dias o nosso vocabulário em inglês enriquece com mais palavras, que por muito que tentemos fintá-las têm um peso enorme no nosso quotidiano.
A última “buzzword” (“buzzword” é ela própria uma “buzzword” ou traduzindo uma palavra chavão para definir algo de um campo técnico) é Swap. Parece que os gestores das empresas públicas negociaram umas Swaps exóticas que ameaçam as arcas públicas em mais alguns milhões. Swaps são instrumentos financeiros que podem ser usados como seguros de crédito …mas pelos vistos a coisa correu mal e claro que quem vai pagar por isso é o cidadão comum. Isto dos Swaps parece ter sido um mau negócio…bom negócio é fazer “swap” (troca) do Estado Social por outra coisa qualquer.
Por isso é preciso saber inglês. A minha professora de inglês do liceu deve estar deliciada. Todos temos de saber inglês para poder conversar no Badalo e no Paródias sobre a alta finança que nos reduz os salários.
Já tivemos os empréstimos NINJA (no income, no job or assets) para denominar empréstimos de alto risco a maus pagadores. Depois vieram os “toxic assets” ou ativos tóxicos. Já nos chamaram “junk” quando o nosso “rating” (olha outra) esteve abaixo de lixo e pagámos os juros da dívida mais cara. E “yields” (curvas) de taxa de juro? Quem não quer boas curvas? Quem disse que a economia não era sexy? Estamos todos quase em pelota…

5 comentários:

Senhor Calúnias disse...

Meu amigo, o meu inglês está muito mau, não se recomenda. Mas... os meus olhos recomendam-se! Então não é que as piscinas cobertas vão fechar porque o tribunal de contas encontrou irregularidades e não há dinheiro para mantê-las??? Sabe o que eu chamo a isto? "Corrupting"! E a culpa é de quem? Abram os olhos!

Anónimo disse...

Pois, mas é preciso dizer de quem foram as irregularidades...daqueles que as mandaram construir sem olhar a nada, muito menos a TRibunais de contas e encargos.O que é isso?? Era preciso era fazer prá caça ao voto...Por isso digo: RP 3576 JB 204.

Anónimo disse...

Recomendo a leitura dos documentos publicados em ps.am.cm.blogspot.com

Senhor Calúnias disse...

Obviamente que a culpa é do iluminado que mandou construir tal obra faraónica. Caro anónimo, não precisa de falar em código, tipo chapa de matrícula.

Anónimo disse...

Dos iluminados, porque no fundo quem mandava era o arcebispo, não o Papa......