sexta-feira, 15 de março de 2013

O Teatro dos Sonhos


Março é, já desde há alguns anos, o mês que o município dedica ao Teatro. Este ano ainda não o tinha referido aqui no DeCampoMaior, mas volta a suceder no Centro Cultural, com as peças a salpicarem o calendário particularmente nos fins-de-semana.
Há uns dias, um amigo fazia uma analogia entre o teatro e o futebol. Dizia ele que há drama e comédia tal como numa partida de futebol, onde até há jogadores que fazem teatro. Dizia também que achava dramático o momento em que um treinador assiste a uma partida de um colega que está por um fio preparando-se para assumir a equipa.
E a analogia é válida tanto para uma peça de Sófocles na Grécia antiga como para o teatro modernista de Henrik Ibsen. Talvez por isso também os adeptos do Manchester United chamem, carinhosamente, Teatro dos Sonhos a Old Trafford, o seu estádio.
Seja como seja era bom que todos fossem ao teatro pelo menos a assistir a uma peça. A de hoje será uma peça dramática de Dario Fo, também ele filho de ator…não sei se gosta ou jogou futebol. Vão ao teatro e tenham atenção às bancadas pois pode lá estar o novo treinador ou treinadora! É o teatro…o Teatro dos Sonhos!

11 comentários:

Jeanne d'Arc disse...

Caro Jack, gostei deste post !
Em Campo Maior, o Centro Cultural e o estádio de futebol, deveriam chamar-se Divina Comédia!
Temos cá actores e realizadores com gabarito para isso...
Só que na versão campomaiorense, sabemos de antemão que a "comédia" nunca acabará como a de Dante!

Senhor Calúnias disse...

É verdade! E há bons candidatos a jograis para animarem a corte. Jeanne d'Arc, qual é sua especialidade? Malabarismo? Stand-up comedy? Ou... deixa cá ver... parvoíce? Aproveite o mês do teatro para se mostrar à corte. Leve o seu melhor fato, sapatos topolino, a brilhar. E diga umas parvoíces, que o que faz falta é animar a malta! E, já agora, vote num deles, naquele que lhe pareça mais receptivo para lhe dar um lugarzinho como animadora socio-cultural.

Jaime disse...

Cara Jeanne d'Arc,
Bela analogia que aqui nos deixa !
Pena que o Jack The Ripper permita (em nome da liberdade de expressão) que este Rigoletto (como lhe chamou uma Srª, muito merecidamente, aqui há uns tempos) venha para aqui com provocações de 3ª categoria.
Calúnias, como não corta essa língua falaciosa de uma vez por todas?
Energúmenos como o sr. não fazem cá falta!

Senhor Calúnias disse...

Jaime, ainda bem que há democracia para contrariar formas de pensar já caducas de pessoas como o senhor. Não sabia que já me tinham chamado de Rigolleto. E o senhor? Está a fazer de salvador de uma donzela em apuros? Ou, também, alimenta a parvoíce jogralesca? Acho que podiam juntar-se os dois (Jeanne e Jaime) para representarem uma comédia no cultural. Ou só os outros é que são actores e realizadores de gabarito? Eu ofereço-me para escrever o guião. Um bom palhaço tem de ter alguém por detrás a mexer os cordelinhos... Jack the Ripper, obrigado por me deixar escrever neste espaço. Viva a democracia!

Jack The Ripper disse...


Caro Senhor Calúnias,

Deixo escrever todos aqueles que respeitarem os limites da linguagem.
Não quero entrar na disputa mas acho que depois de tantos anos condenado a remar nas galeras ficou um pouco amargo.

Anónimo disse...

Grande Senhor Calúnias! Isso é que é não ter papas na língua!

Reverendo Bonifácio disse...

Pobre Senhor anónimo das 02:17 !
Isso é que é devoção a um "esparvoerado" armado em sabichão!!
Coitadinhos...as vossas provocações baratuchas só são dignas de desprezo e zombaria!

Senhor Calúnias disse...

Sabem porque há "comédia" em Campo Maior? Porque pessoas como a Jeanne d'Arc, Jaime e Reverendo Bonifácio alimentam essa comédia com falsos cultismos. não precisam filiar-se a um partido para se candidatarem à Câmara Municipal. Abram uma lista independente! Assim, o circ... o teatro seria mais estimulante para o espectador. Reverendo Bonifácio, esse nome cai-lhe que nem uma luva. Reverendo Bonifácio é o gato da família Maia, da obra "Os Maias", de Eça de Queiroz. Queira saber que o nome do gatinho é fruto da influência da classe clerical e símbolo da preguiça, ócio ("gostava de lamber, com um vagar estúpido"). Eu acrescentaria, neste contexto e para si, símbolo da demagogia, estupidez. Antes de escrever um nick "culto", leia primeiro a obra. Ou vá à Wikipedia informar-se. Como vê, eu não preciso escrever nada. O senhor "autozomba-se". Hilariante, este momento! Estamos a pisar terrenos pantanosos!!! É muito fácil estar sentadinho no sofá, no ócio e vir para um blogue desfazer de A ou de B e trazer a Divina Comédia (se Dante visse isto...) com o objectivo de fazer comparações descabidas. Língua falaciosa, Jaime??? Sabichão, Reverendo? deixem-me rir (ainda não consegui parar de rir com o nick Reverendo Bonifácio).
Bem, vou beber uma amêndoa amarga que, por ventura, é uma bebida doce, não é Jack?
Um abraço!

P.s.: Mais do que criticar o poder, é preciso "educar" mentalidades. Como diz a música, "O povo é quem mais ordena."

Barranhão disse...

"O povo grita contra o pecador e todavia não é o pecador, mas o estúpido, que é a nossa vergonha. Não há outro pecado além da estupidez." - Oscar Wilde.

Anónimo disse...

Senhor Calúnias,

A minha admiração (ou devoção como lhe chama o outro) aumenta a cada comentário seu!

Anónimo disse...

o pior disto, é que, quando a vidinha lhes corre mal, os que criticam e os que falam, falam, falam... proporcionam um circo ainda mais completo quando vão à procura de interesses. pois é, amigos, quando precisam de orientar a vidinha, estão todos na primeira fila, bem à vista do treinador. se o treinador não os convoca, fazem birrinha e querem sair. depois, vão para a bancada, já nem para o banco vão.