terça-feira, 19 de agosto de 2008

Da "requalificação" do Jardim

"A temperatura na cidade de São Paulo pode variar até 2,1ºC de uma região com pouca vegetação para outra que tenha mais presença de árvores. O dado foi verificado numa tese de doutorado apresentada na USP de Piracicaba."
Esta notícia, no portal da Globo vem mesmo propósito do que se está a passar no jardim de Campo Maior. Ontem recomeçou o abate de vegetação, desta vez na parte sul do jardim. Não escaparam árvores, arbustos e outras plantas, ao trabalho da potente escavadora utilizada para o efeito.

Mas que adiantam estudos científicos perante a "pesporrência" de auto-denominados "especialistas" que não têm nem razão, nem ouvidos para atenderem outros argumentos que não sejam os que eles próprios emitem ou sancionam? O tempora! O mores! Dizia Cícero perante a decadência dos homens e a dissolução dos costumes!

Estando a vila numa região que é conhecida pelos extremos de temperatura - muito elevada no Verão e baixa no Inverno -, o que se está a fazer no jardim é um autêntico atentado ambiental e ao bem-estar da população. Mas, esta, levada apenas pela aparência "modernista" das substituições que se vão realizando, nem se apercebe que, com o seu apoio, está a contribuir para piorar as suas condições ambientais e, mais do que isso, a servir de argumento para as decisões erradas que estão num crescendo, da parte dos responsáveis pela autarquia local. Deixem que venha um período alargado de altas temperaturas e verificarão como são verdadeiros os avisos e conselhos para que as árvores, em particular e a vegetação, em geral, sejam preservadas.

As coisas estão a ficar de tal modo, que quem se atreve a expressar censuras ou qualquer juízo crítico, começa a ser tido como "inimigo do bem comum" e olhado de soslaio como suspeito. Alguns amigos que vivem em continuidade, queixam-se deste pesado mau ambiente que está a envenenar relações de muitos anos que afectam amizades e relações familiares.

1 comentário:

cravo disse...

O que se está a fazer no jardim só revela a ignorância e a incompetência de quem manda nesta terra. Se o que estava era mau porque o deixaram degradar completamente, o que agora fizeram é de uma falta de senso a toda a linha. Basta passar por lá às horas de maior calor. Parece que, para as cabeças que "planearam o jardim" este só serve para as pessoas lá irem à noite, ou nas estações do ano menos quentes.