quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

AliBaBa

Apesar das parcas bolsas, por estes dias, sempre se pensa em comprar alguma prenda para familiares e amigos. Passando pelas ruas mais comerciais De Campo Maior vejo que melhores tempos já passaram e que não se sabe se outros melhores virão. Já algumas vezes pensei que seria necessário uma outra postura dos comerciantes, com uma associação dinâmica, com outra oferta comercial, com um comércio de proximidade, no entanto a realidade ai está. Para além da crise, a atração do comércio de Espanha pela diversidade e as lojas de chineses pelo baixo preço tornam a vida difícil a quem cá está.
Vi num outro dia um comerciante e a mulher a vender diretamente do carro. Para não fazer publicidade direi apenas que o dito comerciante tem como alcunha uma bebida oriental servida, normalmente quente, na sua variedade preta. Pensei que cada um se safava como podia e este ia atrás do cliente fosse onde ele estivesse. Isto sim é proximidade, pensei eu.
Puro engano, de passagem por um escritório reparei como duas senhoras, uma novita e outra mais entradota, se debruçavam sobre o monitor do computador com bastante interesse. Excessiva motivação pelo trabalho do dia? Outro puro engano, as senhoras fechavam uma encomenda num site, que num segundo olhar, reconheci como sendo o site de Jack Ma, o Alibaba. Uma loja de chineses à escala global que, talvez até sem estes saberem, faz concorrência aos comerciantes locais. Isto sim é proximidade…

Sem comentários: